ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Sistema que tem o objetivo de proporcionar iluminação suficiente e adequada, a fim de permitir a saída fácil e segura das pessoas para o exterior da edificação, em caso de interrupção da energia elétrica e auxiliar o resgate das pessoas em caso de sinistros.

RECOMENDAÇÕES BÁSICAS

Os pontos de iluminação devem ser distribuídos de modo a iluminar as saídas e as saídas de emergência, os obstáculos, as rotas de fuga (corredores, escadas e nas proximidades das portas de saídas) e próximos aos equipamentos de combate a incêndios de forma a manter uma luminosidade nas áreas de circulação (ao nível do piso);
As luminárias devem ser adequadamente distribuídas, de maneira que de todos os ambientes haja condições de evacuação, devendo haver iluminação ao longo das rotas que constituem as saídas de emergência, para permitir circulação rápida e segura, não podendo ofuscar a visão das pessoas.

Os eletrodutos dos circuitos do sistema de iluminação de emergência devem ser protegidos contra o fogo, se externos devem ser metálicos.
O sistema de iluminação deve ter fonte de energia própria que assegure um funcionamento mínimo de 1 hora. A fonte de energia pode ser constituída por sistema centralizado de baterias, grupo moto-gerador ou conjunto de blocos autônomos.

As baterias de acumuladores devem estar permanentemente conectadas a um sistema carregador com recarga e flutuação automática, permitindo que as mesmas recuperem até 80% da carga em 24 horas.
As baterias de acumulação devem estar em local protegido e devidamente ventilado.
Deve existir um ponto de teste para o sistema.

© 2016 - Todos os direitos reservados a Waterfire Assessoria e Equipamentos de Combate a Incêndio Ltda